Novidades

Clínica Gabriel Gontijo implementa transplante de melanócitos

29/08/2011

A técnica foi criada em âmbito acadêmico na Suécia, mas desenvolveu-se pelo mundo nas mãos de experientes médicos e cirurgiões dermatológicos. O transplante de melanócitos é um procedimento indicado para o tratamento de vitiligo, em especial para os casos em que a doença se encontra estável e o paciente apresenta manchas pequenas e localizadas. Entre abril e maio de 2011, o médico dermatologista Daniel Gontijo esteve na Europa para se atualizar sobre essa técnica revolucionária, e trouxe a novidade para a clínica Gabriel Gontijo Dermatologia.

“Conheci o transplante de melanócitos no início de 2011, em um estudo apresentado pela American Academy of Dermatology, nos Estados Unidos. Fiquei tão interessado pelo procedimento e pelos ótimos resultados que continuei pesquisando e estudando artigos sobre o transplante, até que cheguei ao nome do Dr. Sanjeev Mulekar, uma das maiores referências mundiais na área”, explica Daniel Gontijo. Sanjeev Mulekar é um médico indiano responsável por aprimorar as técnicas do transplante em consultórios nos Estados Unidos e na Europa.

Antes do curso realizado em Londres, Daniel Gontijo trabalhava com outras técnicas para o tratamento do vitiligo, mas cujos resultados muitas vezes deixavam manchas na pele dos pacientes. “O transplante de melanócitos é um verdadeiro avanço para o tratamento do vitiligo por minimizar a ocorrência de manchas e devido ao alto índice de pigmentação após um único procedimento”.

A realização do transplante conta com a participação da bióloga Mariana Gontijo Ramos, responsável pelos procedimentos laboratoriais. Para a realização desse tratamento, a clínica Gabriel Gontijo Dermatologia foi equipada com um completo laboratório, que oferece todas as condições necessárias ao processamento dos dados.

As expectativas quanto aos resultados são muito positivas, de acordo com Daniel Gontijo: “O transplante de melanócitos não serve para qualquer tipo de vitiligo, mas quando bem selecionados, os resultados são altamente satisfatórios, atingindo até 80% de pigmentação”, explica.

Entre as principais vantagens do transplante de melanócitos destaca-se o fato de ser um procedimento ambulatorial, ou seja, não necessita internação, nem anestesia geral. Além disso, o tempo médio de realização do procedimento é de duas horas e o período de recuperação é rápido: em torno de uma semana.



Tags: , , , , , ,
Voltar
Dr. Gabriel Gontijo - Dermatologinsta - CRM-MG 14322/RQE 5429 Gabriel Gontijo - Dermatologia
(31) 3227 7733
contato@gabrielgontijo.com.br
Praça da Bandeira, 170, 4º andar
Mangabeiras - Belo Horizonte, MG
CD - Calebe Design