Busca por sintoma

A Clínica Gabriel Gontijo dispõe de uma ampla variedade de tratamentos dermatológicos. Digite abaixo o termo sobre o qual gostaria de saber mais.

Hiperidrose axilar – Sudorese excessiva das axilas

Hiperidrose axilar

A hiperidrose axilar é o excesso de suor nas axilas. Causa muito incômodo, desconforto e situações constrangedoras que interferem no convívio social e na autoestima do paciente.

Algumas pessoas apresentam também odor desagradável, chamado de bromidrose. Não se sabe por que algumas pessoas suam excessivamente nas axilas. O fator emocional pode influenciar muito na piora do quadro.  Bactérias e fungos podem causar o odor desagradável do suor.

Procedimentos

Quando há excesso de suor os desodorantes geralmente são insatisfatórios.  Os tratamentos mais eficazes são o uso da toxina botulínica e cirurgias. As cirurgias para hiperidrose são a curetagem das glândulas e a simpatectomia. A toxina botulínica é realizada duas a três vezes por ano. No caso das cirurgias o resultado é definitivo.

  • Botox®

A toxina botulínica é uma opção satisfatória para quem não quer passar pela cirurgia. É um tratamento simples, fácil de ser realizado, sem riscos, muito bem tolerável e eficaz. Apenas com anestesia tópica, em creme, são feitas aplicações da toxina nas axilas. A desvantagem dessa técnica é que os resultados são transitórios e duram, em média, seis meses.

  • Curetagem

A curetagem das glândulas e a simpatectomia servem para quem deseja resultados definitivos. A curetagem das glândulas é feita no consultório, sob sedação e as glândulas são removidas através de um instrumento que raspa e aspira as glândulas do suor.  As cicatrizes são mínimas, de cerca de 1 cm, e os resultados, imediatos. A possibilidade de reincidência do problema varia entre 2% e 10% dos casos.

  •  Simpatectomia

Já a simpatectomia é feita em hospital, com anestesia geral, cortando um nervo chamado simpático que passa próximo às costelas. O resultado é imediato. A grande desvantagem desta cirurgia é a possibilidade de aumentar o suor em outra região da pele, como o abdômen e o dorso, a chamada hiperidrose compensatória. A chance de ocorrência dessa complicação varia de 37% a 75% dos casos, e a chance de retorno do problema, de 1% a 2%.

Veja as orientações para pacientes que vão se submeter à simpatectomia.

Resultados

Com a toxina botulínica e a curetagem das glândulas os resultados são bastante satisfatórios e o paciente pode transpirar muito pouco ou nada.

Na simpatectomia o resultado é imediato, o paciente não transpira nada e a chance de retorno do problema é muito baixa, em torno de 1% a 2% dos casos. A maior desvantagem dessa cirurgia é a chance de transpiração excessiva em outras partes do corpo – a chamada hiperidrose compensatória.

Voltar
Dr. Gabriel Gontijo - Dermatologinsta - CRM-MG 14322/RQE 5429 Gabriel Gontijo - Dermatologia
(31) 3227 7733
contato@gabrielgontijo.com.br
Praça da Bandeira, 170, 4º andar
Mangabeiras - Belo Horizonte, MG
CD - Calebe Design